quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Natal...




Senhor,



De quantos Natais ainda necessitaremos



Para lembrarmos que a fraternidade



Deve ser vivificada em todos os dias do ano?



Senhor,



De quantos Natais ainda necessitaremos



Para compreendermos que o teu nascimento



Deve ser celebrado a cada momento?



Já que nos ensinaste a devestirmo-nos



Diariamente do homem velho



Que nos habita e nos aprisiona Senhor



,De quantos Natais ainda necessitaremos



Para trocarmos abraços descompromissados?



E sermos mansidão e doçura



Sem datas quaisquer marcadasPelo calendário que criamos



E com o qual regemos nossas emoções



Como se o amor fosse um sentimento sazonal Senhor,



De quantos Natais ainda necessitaremos



Para transformarmos em gestos e atitudes



As palavras que tão facilmente proferimos



Nesta época do ano



Quando falamos em solidariedade e perdão?



Tantas coisas que não entendo,



Senhor...



Talvez por isto, não saiba escrever sobre o Natal



Por que será, Senhor



Que dissertamos com tanta facilidade



Sobre a violência nas ruas



E não conseguimos reconhecer



A fúria que há dentro de nós



Quando nos sentimos atingidos



Em nossa vaidade pessoal?



Por que será, Senhor



Que suplicamos tanto pela paz no mundo



Se no dentro de nós



Superestimamos a pequena ofensa, a ira desmedida



Cravando os dedos da intolerância



Com os que estão mais próximos de nós?



Por que será, Senhor



Que nos permitimos perder o fôlego



Sufocando o sopro de vida



De todos os teus ensinamentos



Que nos desejam unidos em plena harmonia?



Ah, Senhor



Por que precisamos ainda recorrer a datas



Para nos reconhecermos irmãos



Para praticarmos a caridade



Se todos os dias a vida nos é ofertada



Como presente único e divino?



Senhor,



Resta-nos agradecer a Tua paciência para conosco



O Teu amor infinito e incondicional



Mesmo que nem sempre



Saibamos como Te escutarPorque quando conversamos contigo



Distraídos em nossos tantos pedidos



Não ouvimos Tua Voz a nos responder



Acariciando nossas dúvidas, dores



E todas as angústias que nos fragilizam



Nestes dias que antecedem



A celebração do Teu nascimento



Talvez andes a nos dizer baixinho



Em Tuas preces sobre todos nós



Que Teu maior presente



Seria que o Natal acontecesse todos os dias



Nos corações dos teus amados filhos.



Fernanda Guimarães

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Vamos reciclar.


Uma idéia simples e fácil de fazer para decorar sua sala.

Use como móbile ou enfeite de porta.

sábado, 22 de novembro de 2008

quarta-feira, 12 de novembro de 2008


Pano de prato e vidros decorados.







Mais Anjinhos


Esses anjinhos fiz hoje,
não são bonitinhos?

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Mais um pano de prato....













Adoro pintar rosas!!
Aliás todas as flores.

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Anjos reciclados









A moda agora é reciclar, então mãos a obra!
É só usar a imaginação.

Aqui está um dos últimos trabalhos que criei para decoração de Natal.
Espero que gostem.
É fácil de fazer e deixa nosso cantinho mais bonito para esperar essa linda data que se aproxima.


Materiais:

- Embalagem de yogurte de 180 ml

- Embalagem para pão ou papel de seda

- Tinta dourada

- Cola branca

- Jornal
- Fita de papel vermelha

- Glitter dourado

- Fita para presente

- Papel carmo verde musgo
- Alfinetes

Modo de fazer:

Retire o plástico que envolve a embalagem de yogurte e lave-a, deixe secar. Amasse o papel de embalar pão ou o papel de seda e cole com cola branca em volta de toda a peça. Quando secar passe a tinta dourada levemente. Enquanto seca o "corpo" do anjinho, prepare a cabeça. Faça uma bola de jornal amassado e cubra com o mesmo papel utilizando anteriormente e cola branca.

Corte a fita de presente em vários pedaços e enrole para fazer o cabelo. Cole no alto da cabeça com a mesma cola. Para cortar as asas use a sua imaginação. Fiz com um círculo dobrado ao meio, desenhei arebescos com glitter, esperei secar e montei com alfinetes, mas pode ser feito com cola quente. Colando em seguida a cabeça e finalizando com o laço de fita de papel vermelho.

Decoupage em Velas


Técnica Realizada por Carla Pereira


Materiais:

- Velas- Guardanapo
- Cola Kerzen Potch
- Purpurinas Douradas
- Verniz Mate
Passo a Passo:
- Recortar o Guardanapo
- Colar o guardanapo na vela com a cola Kerzen Potch

- Voltar a aplicar a cola por cima do guardanapo e da vela e seguidamente aplicar as purpurinas douradas.
-Deixar secar bem
- Concluir o trabalho com aplicação do verniz mate.Deixe secar e volte a aplicar verniz.

Riscos de motivos natalinos.













O Natal está chegando... Deixo aqui alguns riscos para que você possa utilizá-los em pinturas de tecidos, em cartões, etc... Use a imaginação!!!

quarta-feira, 29 de outubro de 2008


PURA INSPIRAÇÃO

Esse cantinho é para quem gosta de artesanato como eu.
Algumas ideias, sugestões para tornar sua casa mais bonita e aconchegante.